História

Da GEA para Kelvion

Tem sido uma longa jornada começando como GEA em 1920 para se tornar Kelvion em 2015.

A origem do nosso negócio de trocadores de calor remonta a 1920, quando a GEA foi fundada como Gesellschaft für Entstaubungs-Anlagen por Otto Happel. Nas primeiras décadas, a empresa expandiu fortemente suas atividades de trocador de calor, tornando-se uma das primeiras inovadoras em engenharia térmica e definidora de padrões tecnológicos. Em 1999, a GEA foi adquirida pela mg technologies AG (a sucessora da Metallgesellschaft), que foi renomeada para GEA Group AG em 2005. Em 2010, a GEA agrupou todas as suas atividades de trocador de calor em um segmento (“HX”). Em 2014, a GEA Heat Exchangers foi adquirida pelo Triton Fund.

Com um novo nome, o negócio principal do antigo Segmento de Trocadores de Calor GEA foi formalmente separado do GEA Group AG e está escrevendo sua própria história como Kelvion. Os outros segmentos da Divisão de Trocadores de Calor estão agora operando sob seus próprios nomes: DencoHappel (antigo Negócio de Tratamento de Ar) e Enexio (antigo Negócio de Soluções de Refrigeração de Energia).

O nome Kelvion é uma homenagem a Lord Kelvin (1824 - 1907). Lorde Kelvin formulou as leis da termodinâmica e unidades absolutas de temperatura são declaradas em kelvin, em sua homenagem.

Milestones

1920: Fundação da GEA em Bochum por Otto Happel Sr. (Nascido em 1882)

Fundada em 2 de fevereiro de 1920, a GEA, abreviada do nome original alemão da empresa “Gesellschaft für Entstaubungs-Anlagen mbH”, foi o trabalho de um homem que era um empreendedor de alma e coração, dotado de uma visão técnica excepcional e repleto de desejo por inovações técnicas pioneiras.

1922: Sistema de resfriamento de circuito fechado da Happel com tubos aletados elípticos

Para Otto Happel, seu primeiro objetivo era claro: introduzir o “resfriamento de circuito fechado” na Alemanha e desenvolvê-lo o mais rápido possível para uso em grandes instalações. Apenas dois anos após montar seu pequeno negócio, ele alcançara esse objetivo, e o sistema de refrigeração de circuito fechado da Happel diferia dos de seus concorrentes europeus e estrangeiros em apenas um, mas muito importante, aspecto. Em vez do trocador de calor convencional (trocadores de tubos redondos com aletas achatadas ou aletas retangulares prensadas), a Happel instalou o “tubo aletado elíptico”, seu primeiro desenvolvimento técnico independente que até hoje é um produto chave na linha de trocadores de calor da GEA.

1925: Renomeando para GEA Luftkühlergesellschaft mbH

Em 15 de fevereiro de 1925, Happel renomeou sua empresa “GEA Luftkühlergesellschaft mbH”, Bochum. Com seus produtos engenhosos, rapidamente desenvolveu uma boa reputação. Apenas dois anos mais tarde, com base nos tubos aletados elípticos, a GEA desenvolveu resfriadores a ar para transformadores, resfriadores ar-água para retificadores, resfriadores a ar forçado para compressores, resfriadores para locomotivas a diesel e vagões a vapor.

1935: O Condensador Refrigerado a Ar - um marco técnico

Em 1935, Otto Happel, em cooperação com o engenheiro Dr. Kurt Lang, começou a desenvolver condensadores refrigerados a ar para turbinas estacionárias a vapor.

1948: Otto Happel Sr. faleceu

No meio de todo o trabalho e das esperanças de um novo começo, Otto Happel Sr. faleceu em 26 de dezembro de 1948. Sua morte deixou uma grande lacuna, pois ele não apenas moldara sua empresa como um engenheiro visionário com ideias pioneiras, mas também a guiava nos bons e maus momentos como um homem de negócios sábio e um organizador dinâmico. Contra o conselho de amigos e associados próximos, sua viúva, Elisabeth Happel, resolveu continuar o trabalho da vida de seu marido por seu filho Otto, nascido em fevereiro de 1948.

1953: Início de uma nova divisão

No início, os engenheiros da GEA tentaram introduzir tubos elípticos com aletas no aquecimento. Embora esses esforços inicialmente não tenham sido coroados com sucesso, após a guerra eles se tornaram o segundo passo importante para a diversificação e também o ponto de partida para uma lucrativa nova divisão, convectores e aquecedores de ar. Para apresentar melhor estes novos produtos no mercado, a primeira subsidiária independente, “GEA Konvektorenbau Happel KG”, foi fundada em 1 de janeiro de 1953.

Década de 1960: Estabelecimento de inúmeras empresas no exterior

O aumento da demanda por plantas e equipamentos da GEA, além da crescente demanda por produção local, levou à criação, na década de 1960, de inúmeras empresas no exterior. "James Howden - GEA Ltd.", uma joint venture mais tarde renomeada como "GEA Airexchangers Ltd. London", com uma unidade de produção na Irlanda do Norte, foi fundada em Glasgow em 1961. Isto foi seguido em 1963 pelo estabelecimento da “GEA Scambiatori di Calore R.r.l” na Itália e da “GEA Warmtetransport B.V.” na Holanda. No mesmo ano, a “GEA Airexchangers, Inc.” foi criada em Nova York. Em 1964, a filial espanhola “Compania GEA Iberica S.A.” foi estabelecida em Burgos, com produção posterior em Yurre, perto de Bilbao, para superar as barreiras tarifárias. Em 1969, a GEA Luftkühler GmbH & Co. adquiriu 85% das ações da “Renzmann & Grünewald KG” em Monzigen an der Nahe, mais tarde tornando-se uma produtora especializada de resfriadores de transformadores refrigerados a água.

Década de 70: Expansão dos negócios internacionais

A empresa de engenharia “GEA Power Cooling Systems, Inc.” em San Diego, Califórnia, EUA (1977) e a empresa de manufatura “GEA Rainey Corp.” em Tulsa, Oklahoma, EUA (1978) foram a conclusão da primeira fase de expansão nos EUA. A segunda metade dos anos 70 viu o estabelecimento ou a aquisição de empresas como “GEA Aircooled Systems Ltd.”, África do Sul (1975), “GEA do Brasil Intercambiadores Ltda.” (1976), “GEA Power Cooling Systems, Inc.”, San Diego, Califórnia, EUA (1977),“ GEA Rainey Corp.”, Tulsa, Oklahoma, EUA (1978) e “GEA Ergé-Spirale S.A.”, França (1978).

1975: Dr. Otto Happel Jr. assume a gestão

Depois de mais de 25 anos no comando, Elisabeth Happel entregou a gestão da empresa por motivos de saúde ao seu filho, Dr. Otto Happel, que acabara de concluir seus estudos de engenharia na Universidade Técnica de Aachen e recebeu seu doutorado.

1979: O Grupo GEA lança uma nova estratégia

A aquisição da “Eduard Ahlborn GmbH” em Hildesheim, na Alemanha, lançou uma nova estratégia de diversificação. A Ahlborn, fabricante de equipamentos de processamento de alimentos, era especializada em trocadores de calor a placas, cujo projeto termodinâmico já havia sido realizado pela GEA para melhorar seus próprios produtos.

1980s: Reorganização e novas aquisições

O progresso saudável alcançado por todo o Grupo GEA tornou necessário, em 1980/81, empreender uma reorganização básica por departamentos, divisões e regiões com uma empresa central de gestão, a “GEA GmbH”, no topo. A aquisição e/ou criação de empresas adicionais - “Batignolles Technologies Thermiques SA” na França, e “GEA Canzler GmbH & Co.” na Alemanha (ambas em 1985), “KÜBA Kältetechnik GmbH”, Alemanha (1987), “Happel Belgium NV ”(1988) - resultou em aumentos notáveis em vendas e pessoal para o Grupo GEA em seus campos estabelecidos e know-how adicional na área de engenharia de alimentos e processos. No ano de 1988, cerca de 30 empresas pertenciam à GEA GmbH. Naquele ano, a estrutura corporativa foi novamente alterada e a “GEA AG & Co.”, que assumiu a gestão do Grupo, foi criada como a nova holding.

1989: Abrindo o capital

A GEA se apresentou ao público como um “fornecedor global e amplamente diversificado de máquinas, sistemas e componentes no campo de engenharia de energia, ambiental e de processos” quando a empresa abriu seu capital em dezembro de 1989. Assim, depois de 69 anos como uma empresa familiar, o Grupo GEA se tornaria uma empresa com ampla propriedade.

Década de 90: Novas aquisições na Europa

A agitação política na Europa Oriental tornou essa área particularmente interessante para a indústria da Alemanha Ocidental. A GEA aproveitou a oportunidade, em 1992, para adquirir a “EGI Contracting/Engineering Rt.” em Budapeste, Hungria (refrigeração a seco nas centrais eléctricas) e “LVZ a.s.” em Liberec, República Checa (aquecimento, ventilação e ar condicionado e filtros de ar). Essas aquisições envolveram empresas nas áreas de engenharia térmica e de energia e tratamento de ar e refrigeração, ou seja, campos tradicionais da GEA.

1997: Reorganização do grupo

Após o crescimento dinâmico nos primeiros anos da década de 90 e por causa da recessão mundial, os anos após 1995 mostraram uma fase de integração e consolidação para “digerir” as novas atividades. Em 1997, o Grupo GEA é estruturado em 9 divisões.

1999: MG/GEA - a aquisição

Em abril de 1999, a GEA foi adquirida pela mg technologies AG (a sucessora da Metallgesellschaft).

2004: Outras aquisições

Em 2004, o grupo adquiriu a Goedhart, especializada em tecnologias de refrigeração, e a WTT, ativa no negócio de trocadores de calor a placas.

2005: Renomeação e aquisição de FlatPlate e 2H Kunststoff

O grupo foi renomeado para GEA Group AG em 2005. No mesmo ano, a GEA adquiriu a empresa de trocadores de calor a placas FlatPlate nos EUA, e a 2H Kunststoff, especialista em torres de resfriamento, bem como no tratamento de água e efluentes.

2006-2008: Outras aquisições

Em 2006, o Grupo GEA adquiriu a ISISAN na Turquia, a Denco e a 2H Aqua no Reino Unido. A lista de aquisições da GEA continua com Aero Heat Exchangers (2007), Bloksma (2008), ViEx (2008), Caldemon Ibérica (2008), NEMA Air Fin (2008).

2010: Reorganização do grupo

Reorganização das 9 divisões da GEA em segmentos tecnologicamente distintos. O maior segmento é o Segmento de Trocadores de Calor (HX).

2011: Aquisição de Mashimpeks

Com a grande aquisição da Mashimpeks, a GEA expande seu negócio de trocadores de calor a placas para a Rússia.

2014: A GEA anunciou a venda do Segmento HX

Em junho de 2014, o conselho do GEA Group anunciou sua decisão de vender o segmento de trocadores de calor (HX). Em outubro, o GEA Group concluiu o contrato sobre a venda do Segmento de Trocadores de Calor para a Triton.

2015: Kelvion - uma mudança de marca na troca de calor

Em agosto de 2015, o antigo segmento GEA Heat Exchangers começou a lançar sua nova marca com uma fase de transição. Nesta fase, o segmento inicialmente se concentrou em seu negócio principal, que tem proporcionado aos clientes orientação e confiança ao longo de décadas - e em seus colaboradores, que desenvolvem os produtos, os fabricam com precisão e os distribuem globalmente. O alvo: Proporcionar a ambos um escopo neutro, para permitir que uma impressão da nova personalidade corporativa surgisse, independente do nome da marca e do logotipo. Ambos os grupos conseguiram descobrir visualmente a aparência criativa da nova personalidade.

Em novembro de 2015, com um novo nome, o antigo segmento GEA Heat Exchangers foi formalmente separado do GEA Group e está escrevendo sua própria história como Kelvion.

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. By visiting www.kelvion.com you agree to the use of cookies.